Categories
Uma História para Ter um Futuro

Hitler, um patriota militar democraticamente eleito

Os alemães sabem muito bem como foi a história com Hitler. Ele era um patriota que queria acabar com a corrupção de seu país. Com grande apoio popular, foi eleito pela maioria dos alemães.

Adolf Hitler
1918: Sua experiência em combate reforçou seu patriotismo, fazendo dele um nacionalista apaixonado.
1922: Os discursos vitriólicos de Hitler na cervejaria de Munique começaram a atrair grandes multidões com muita frequência. Ele utilizava táticas populistas, incluindo o uso de bode expiatórios, no qual ele jogava toda a culpa pelos males que o país atravessava.

“Nós nos irrompemos em um frenesi de orgulho nacionalista que beirava a histeria. Por vários minutos, nós gritávamos a plenos pulmões, com lágrimas caindo dos nossos rostos: Sieg Heil, Sieg Heil, Sieg Heil! Daquele momento em diante, eu pertencia, de corpo e alma, a Adolf Hitler.”

Em 1934, Hitler tornou-se democraticamente chanceler a partir da maioria dos votos dos alemães. Discursava contra a corrupção, contra o comunismo judeu e contra o capitalismo judeu.

A partir do ano seguinte, em 1935, Hitler passou a deixar cada vez mais claro que a constituição alemã daquela época limitava seus poderes pela limpeza política dos alemães cansados de serem explorados pelos corruptos.

Qualquer semelhança com o Brasil, é mera coincidência?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *